Buscar

Volta às aulas: estratégias para ajudar as crianças com a ansiedade e separação

Não é segredo para ninguém que o início da vida escolar desencadeia uma série de ansiedades nas crianças - além de ser um ambiente novo, com novos professores e colegas, ainda há o fator separação do cuidador principal. As crianças são, por essência, seres de apego, e entre as necessidades delas, além das físicas como a fome e o sono, estão o contato e a conexão com os pais.

Se você percebeu uma mudança de comportamento no seu filho depois que ele começou a frequentar a escola, como ansiedade, irritabilidade, alterações na alimentação (temos um post dedicado a amamentação depois do início da escola, é só clicar aqui) e briga com o sono, não precisa entrar em desespero. Isso é super comum, justamente porque ele percebeu que você não está fisicamente presente o tempo todo.


Neste caso, a melhor  solução sempre é o apego e responsividade parental, sem julgamentos, sem forçar ainda mais a separação (para eles “se acostumarem) ou punições. Precisamos nos dedicar aos novos relacionamentos que estão sendo criados neste mundo escolar do relacionamento.

Então vou dividir com vocês algumas dicas que podem ajudar tanto seus filhos quanto você na adaptação escolar:


- Procure uma escola que entenda e atenda todas as necessidades físicas e emocionais do seu filho: Isso inclui respeitar os horários e necessidades de alimentação, mas também os horários de sono, caso seu bebê ainda faça soneca. É igualmente importante que os cuidadores respondam adequadamente e consistentemente às necessidades emocionais de bebês e crianças.

Lembre-se: De nada adianta ter currículo e não respeitar as necessidades básicas da criança, pois o que ela precisa nos primeiros anos de vida é amor e respeito, não credenciais.


- Cultive um relacionamento com o professor: Quando o seu filho percebe que você gosta e confia no professor ele se sente menos ansioso e mais seguro. A ansiedade da separação geralmente diminui quando a criança estabelece um relacionamento com o professor e se sente  amada, segura e protegida.


Entenda por que a separação é tão difícil: A separação é tão difícil para as crianças porque ela está relacionada a maior necessidade dos nossos pequenos: a necessidade de apego. Quanto menor  for a criança, maior o desejo que ela vai ter de contato e proximidade.


O que levar na mochila? A coisa mais importante que toda criança tem que levar para a escola é um adulto a qual ela tem um apego seguro. O que isso quer dizer? É a sensação e a certeza de que existe alguém que estará esperando por ela  quando voltar para casa, alguém que a ama, que zela, protege e respeita.. Com essa bagagem na mochila, vem junto a capacidade de as crianças serem resilientes, astutas e a lidarem positivamente com as adversidades que por ventura possam encontrar na escola, desde os novos aprendizados até o enfrentamento de desafios.


Quando a criança estabelecer um relacionamento de confiança e segurança de que os adultos à sua volta, sejam eles pais, cuidadores ou professores, proporcionam, ela se sentirá segura e estará livre para se concentrar no que mais precisa fazer - brincar, aprender e crescer. E, claro, dormir bem.




This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now